terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Aninha e os presentes

Oi! Hoje vou contar mais uma história é de uma menina chamada Aninha. Aninha todo dia na hora do almoço ela estava lá no andar de cima da casa brincando de boneca ou de Barbie ou pedia pra sua mãe pegar um lençol, ela fazia uma cabaninha apagava a luz do quarto pegava uma lanterna. Aninha acendia e brincava de fazer sombra. Todo dia ela achava alguma coisa diferente pra brincar até que o cheirinho da comida atraia ela, ela descia a escada correndo e perguntava: “mãe o que tem de almoço?” a mamãe respondeu: “ah! Minha filha, hoje tem macarronada com arroz e feijão”. “hmm” ela sempre falava isso mas quando papai e mamãe compraram seu presente de natal era surpresa e era tanta curiosidade que xiiiiiii, a Aninha não agüentava, nem o cheiro da comida atraia mas ela e um dia ela não agüentou mas ela foi lá desceu a escada e abriu o presente escondida da mãe e depois embrulhou de novo. Sabe o que era? Uma boneca princesa. Quando chegou o grande dia todos iam abrir seu presente. De todos era surpresa mas agora o de Aninha não era mais surpresa. O que ela ia falar pra sua mãe? Porque quando a gente vê da primeira vez uma coisa quer brincar logo com ele e essa era a segunda vez que ela estava vendo. Ela pegou e contou pra prima dela que era 1 ano mais velha do que ela. Ah! Nem contei a idade dela ela tinha 7 anos e a prima dela tinha 8 anos. A prima dela falou que era pra contar para seus pais e pedir desculpa ela fez isso mesmo, é claro que seus pais ficaram tristes mas desculparam aninha e deram do mesmo jeito o presente. Não muito depois seus tios já souberam e seus avós também ficaram muito tristes mas perdoaram também. Aninha aprendeu que não é bom não esperar e espero que vocês também aprendam o mesmo que Aninha. tchau, tchau.

2 comentários:

Tia Michela disse...

Gi, estou adorando o teu blog. Muito legais as histórias, os desenhos. Já está perto o dia de nos encontrarmos aqui, em Criciúma. Estou morrendo de saudades e quero te apertar um montão. Beijos e até logo, tia Michela.

Vitor... blog em construção... disse...

Oi Gi, tudo bem? Muito legal o seu blog...! Deus te abençõe muito... E nunca deixe de escrever, pois esse é um grande dom que Deus te deu... Ateh mais.. Vitor