quinta-feira, 25 de junho de 2009

Um dia fora de casa

Bernardo estava entusiasmado porque ele ia passar o dia na casa de um amigo chamado Gustavo, e depois dormir na casa desse amigo. E a irmã de Gustavo se chamava Lívia. Bernardo arrumou sua mala, se despediu de seus pais e foi para a casa de Gustavo. Chegando lá eles brincaram e brincaram. Quando chegou a noite, A mãe de Gustavo mostrou o quarto de visitas e Bernardo ficou no quarto de visitas, enquanto cada um ia para o seu quarto. Bernardo lembrou de seus pais e sentiu muita saudade, então ele orou: “querido Jesus abençoa que eu consiga dormir, e que eu possa parar de sentir saudades dos meus pais. Amém”. Em seguida Lívia de 5 anos, a irmã de Gustavo, foi até o quarto de Bernardo e disse: “oi Bernardo posso ficar com você? ” “pode, porque?” respondeu Bernardo. “é que eu não gosto de ficar sozinha no meu quarto e a mamãe não deixa eu ficar com ela e o Gustavo também”, disse Lívia. Então Lívia deitou em um colchão ao lado. Mas ela viu no meio da mala de Bernardo a Bíblia das crianças e ela perguntou: “o que é isso?” Bernardo respondeu: “é a Bíblia”. “você pode ler a Bíblia para mim?” perguntou Lívia. “claro que sim”, respondeu Bernardo. Então ele começou a ler e ler e ler. Leu 2h e meia. Só que não foi só isso, Gustavo ouviu Bernardo e foi no quarto dele também para ver o que estava acontecendo. Quando Gustavo chegou no quarto de Bernardo ele também começou a ouvir e Bernardo leu mais 3h (leu até 2h da manhã). Então a mãe de Gustavo e Lívia também foi no quarto de Bernardo e chamou Gustavo e Lívia para ir cada um para o seu quarto. E Bernardo foi feliz para a sua cama, pensando em seus pais, mas não triste e com saudades, ele estava feliz! Na hora de acordar, eles acordaram, comeram o café da manhã e adivinha, leram um pouco mais a Bíblia! A mãe de Bernardo chegou e Bernardo foi embora. Quando chegou em casa ele falou pra mãe que leu a Bíblia para eles. A mãe de Bernardo pegou o telefone e ligou para a mãe de Gustavo, oferecendo estudos bíblicos. A mãe de Gustavo aceitou e logo depois se batizou! Quando chegou na idade, Gustavo e Lívia também se batizaram. E assim termina mais uma história. Tchau.

3 comentários:

ppequenna disse...

Ainda que seja uma história, achei uma ótima ideia para o evangelismo infantil. Parabéns!

Denis Cruz disse...

Tá na hora de publicar uma dessas histórias na revista Nosso Amiguinho...

kelly disse...

Demais! Quem dera se todas as crianças fossem assim!