terça-feira, 17 de março de 2009

A história de Pedrita e Pedro

Olá, lá vem uma história nova: é a história de Pedrita e Pedro. Eles eram gêmeos de 4 anos, eles viviam num sítio. Tudo começou quando Pedrita estava brincando perto do fogão e estava cozinhando macarrão. Ela queria um pouco do macarrão e a mamãe explicou: “querida depois que botou na panela, pra comer é só depois que fica pronto”. Xiiii mas ela queria e queria. Enquanto a mamãe de Pedrita foi ajudar o irmãozinho a amarrar o sapato, ela botou à mão na panela: “aaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiii” ela gritou, e continuou a berrar: “a, a, a ta doendo aaii, ai, ai, ai mãe ta doendo muito ai, ai que dor” gritava ela. Levaram ela pro médico e ela ficou lá por um dia. E o Pedro que andou fazendo? Ai, ai, ai. Sabe o que ele aprontou? Foi assim: você sabe que tem pessoas que quando falta luz eles arrumam o fio do poste pra voltar a luz? Faltou luz na casa de Pedro e o pai dele que trabalhava de arrumar postes foi consertar e o Pedro queria consertar também, o pai dele falou que ele podia ajudar dando as ferramentas pra ele, até aí tudo bem, daí chegou lá e o Pedro começou a ajudar e de repente ele falou: “papai eu quero ajudar mas tive uma ideia: que tal a gente trocar de lugar? Você me dá as ferramentas e eu conserto” e o papai disse: “filho olha é uma boa ideia. Mas você não sabe consertar, talvez quando você ficar um pouco maior eu te ensino a consertar”, mas ele era igual a Pedrita, ficou de braços cruzados e de cara feia enquanto o papai consertava e aí o papai teve que voltar pra casa pra pegar uma ferramenta que tinha esquecido lá. Enquanto isso Pedro subiu na escadinha e mexeu no poste. Ele falou: “ah vou aproveitar que papai não ta aqui e vou arrumar” e foi isso que ele fez e quando ele deu o primeiro toque ele gritou: “aaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii” E o pai veio correndo: “filho eu disse pra você que você não sabia consertar e que você não tem o equipamento certo para não levar choque”, e ele só dizia: “ai, ai, ai”. E ele também foi pro hospital.

Depois que eles voltaram do hospital. Iiii! Eles eram encantados por fogo. No aniversário deles a mamãe estava preparando as coisas e eles viram a velinha de aniversário e pediram para assoprar. A mamãe disse que era só na hora da festinha. Mas como eles eram encantados por fogo eles quiseram assoprar. Então ela colocou uma vela normal pra eles, mas ela falou: “eu vou colocar uma vela normal mas vocês não podem colocar o dedo no fogo”. Eles ficaram olhando e acharam lindo e colocaram o dedo e gritaram “aaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii” como sempre. E os pais dessa vez brigaram com eles, eles disseram: “vocês ainda não aprenderam a obedecer?!” Daí que eles choraram mais ainda. Sorte que nem precisou ir ao médico, logo depois já passou. E a história acabou e foi bom estar com você!

Tchau, tchau, tchau e tchau.

2 comentários:

jaque disse...

Gatinha acabei de conhecer seu blog e estou encantada... meus parabens esta tudo muito lindo... que você possa continuar a louvar o nome no nosso Amigo Jesus com sua vida!
Com carinho Jaque!
(...ja fui aluna de seu pai e tambem sou apaixonada por artes...)

Blog da Bea disse...

menina!! to impressionada seu blog é bem legal vou ver ele todo dia
bjs bea