quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Temos que perdoar uns aos outros

Oi hoje vou contar a história de Paula de 7 anos e Fernando de 7 também. Mas antes quero falar algumas coisas com você, você perdoa os outros? Se não perdoa ouça essa história! Tudo começou quando Fernando estava estudando e sem querer Paula derrubou suco no livro dele, mas ele chorou e chorou e gritou e Paula minutos depois começou a chorar em silencio e se lembrou de Jesus seu melhor amigo, e orou: “Querido Jesus muito obrigada por tudo e por favor me ajude a arranjar um jeito de eu parar de ficar triste, amém.” De repente, veio na mente dela a palavra desculpa então ela foi lá pra pedir desculpa pra ele, Fernando não queria desculpar ele disse: “não, você não sabe que esse livro é importante?! Se não comece a saber agora”. A mãe de Fernando ouviu e falou: “O que está acontecendo ai?”ela ouviu choro de Paula, ouviu o que Fernando estava falando, e disse: “parem, parem com tudo! o que esta acontecendo, um de cada vez me expliquem, primeiro a Paula.” Ela respondeu meio gaga: “é, é, é que se sem querer e, eu de, de, de derrubei suco no, no livro que e ele estava estudando sem que querer.” E Fernando disse: “daí ela veio me pedir desculpa só que ela não sabe como esse livro é importante e eu não perdoei ela”, e Paula voltou a chorar. A mãe de Fernando falou: “calma Paula calma. Fernando devia ter perdoado ela. Paula com licença preciso ter uma conversa com Fernando.” Paula respondeu: “é claro”. “Fernando nós temos que perdoar uns aos outros, Jesus nos perdoou ele deu sua vida por nós”, disse a mãe de Fernando. Fernando pensou bem: “é eu estava errado me desculpe, eu te perdôo Paula”, falou Fernando. Paula respondeu: “é claro que eu te perdôo e muito obrigada por me perdoar”. A mãe de Fernando disse: “agora que já fizeram as pazes está tudo bem. Vamos comer pipoca? Pra comemorar as pazes.” Fernando e Paula olharam uns para os outros e fizeram sim com a cabeça: “então vamos!” disseram Paula, Fernando e a Mãe de Fernando. E essa foi a história de hoje. Mas ainda tem uma coisa que eu quero contar pra você: até os que fazem de propósito merecem perdão. Tchau, nos vemos na outra postagem.

6 comentários:

Juliana disse...

Gi,
Amei seu blog!! Continue cada dia andando ao lado de Jesus e conversando com Ele. Com certeza você terá histórias incríveis pra nos contar a cada dia!
Que Jesus te abençoe sempre.
Beijos
Juliana

URL disse...

Gi,
Você é uma menina muito fofa... eu gostaria de ter uma netinha assim, como não tenho nenhum netinho vou adotar você ok?
Que Deus abençoe muito a sua inteligência, e que use todos os sue talentos para honrar Jesus. Amei a história de hoje, parabéns.
Que Deus esteja com sua família. Admiro muito o seu pai.
Um abraço da vovó Nilda.
Meu blog www.nildaamerico.blogspot.com

Emanuela disse...

Legal Gi, gostei da história da Paula e do Fernando. Parabéns! É ótimo falar sobre o perdão para incentivar as pessoas a praticarem algo tão difícil de ser vivido. Que Jesus te abençoe muito e que vc continue a contar histórias inspiradoras. Um beijão da Tia Manu! Diretamente de Criciúma-SC.

Anônimo disse...

Muito bem Gi!Continue fazendo a vontade de Deus. amando Jesus de todo o coração, perdoando os seus irmão não importa o que digam, Deus fica muito feliz com você e te abençoará sem dúvida.
Faça sempre a vontade de Deus e diga: "Eis-me aqui Senhor", quando você receber um chamado, como fez o profeta Isaías, se você não conhece a história dele, veja na Bíblia, lembre-se sempre, que quando Deus diz um sim é para o nosso bem e quando Ele diz um não, também é para o nosso bem, temos sempre que entender o propósito de Deus que sempre vem bençãos para aqueles que esperam nele e são seus servos. Deus te abnçoe linda você é um exemplo de que crian~ças tabém devem servir a Deus.
Um beijão de Vi.

Maria Emília disse...

História bonita esta de ensinar aos filhos quanto é bom perdoar.
Encontrei o seu blog quando estava a escrever também sobre o perdão no meu. Vou continuar a seguir as suas histórias lindas.

Maria Emília

Anônimo disse...

Gi, obrigada pela história!
Eu quero aprender a perdoar mesmos os que fazem a maldade de propósito!
Obrigada pelo incentivo!

Ester